quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Comunidade católica angicana celebrou com alegria e emoção os 60 anos de sacerdócio de Monsenhor Pinto.


Era o que já esperávamos, a comunidade católica angicana não deixou a desejar e compareceu em massa a celebração eucarística realizada na tarde/noite de ontem segunda feira (07) que celebrou a passagem dos 60 anos de vida sacerdotal do Monsenhor Francisco das Chagas Pereira Pinto. Mesmo sendo uma segunda feira às 5 horas da tarde muitas, mais muitas pessoas mesmo se fizeram presentes a Igreja Matriz de São José dos Angicos para num ato de reconhecimento prestar as homenagens a este grande homem de Deus, que, no dia 07 de dezembro do longínquo ano de 1955 na catedral metropolitana de Natal foi ordenado Padre para servir ao povo de Deus pelo então Arcebispo Metropolitano de Natal Dom Eugênio de Araújo Sales.
Outro fato que mais orgulha aos angicanos e que merece ser registrado, é que, destes 60 anos de vida sacerdotal de Monsenhor Pinto, 57 anos foram dedicados à população angicana. Um misto de alegria e emoção podia ser percebido facilmente em todos os assentos da Igreja Matriz de São José na tarde/noite de ontem segunda (07). A cada homenagem prestada os fiéis aplaudiam com fervor e se emocionavam. Foram quase três horas entre a celebração eucarística e homenagens mesmo assim a igreja continuou lotada, as pessoas presentes não arredavam o pé.
Muitas autoridades constituídas do nosso município se fizeram presente além de diversas autoridades eclesiásticas. A Santa Missa toda com tons de solenidade foi Presidida Pelo próprio Monsenhor Pinto e teve como pregador o Reverendíssimo Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Natal Dom Jaime Vieira Rocha. Padres advindos de diversas cidades do estado se fizeram presentes, entre eles destacamos os Sacerdotes filhos da terra Padre João Maria que é natural da cidade de Fernando Pedrosa quando esta ainda era vinculada a Angicos, e o Padre Pedro Cunha Júnior filho natural de Angicos.

Após a celebração eucarística uma sequência de homenagens se sucedeu ao Monsenhor Pinto. O Padre Severino Neto, Pároco local e grande mentor desta homenagem ao fazer uso da palavra se referiu a aquele dia como sendo um dia histórico para o município de Angicos, “nunca se viu na história desta cidade um sacerdote que em vida é homenageado por completar 60 anos de vida sacerdotal onde, quase toda a sua totalidade, 57 anos foi dedicada a fazer o bem ao povo angicano tanto como religioso como também na qualidade de educador”, relatou o sacerdote. Dizendo, que, o mais importante pra ele como atual Pároco de Angicos e que essa homenagem fosse prestada com o Monsenhor Pinto vivo, pois, só assim ele poderia mensurar o tamanho do carinho e da gratidão que o povo angicano tem por ele.     
Encerrando os discursos Monsenhor Pinto fez uso da palavra e se disse muito emocionado por tantas homenagens e dentro da simplicidade que lhe é peculiar disse que, achava que não era merecedor de tantos elogios e de tantas homenagens, mas que, agradecia de coração ao povo angicano pelo carinho, pela atenção, pela paciência e pela dedicação a ele dispensada. Monsenhor Pinto fez ainda um breve histórico de sua vida lembrando-se da importância de seus pais e familiares na sua escolha de servir ao povo de Deus, encerrou dizendo que, dentro de suas limitações já com 89 anos de idade continua disposição doo seus conterrâneos angicanos e da obra de Deus da qual é servidor durante esses 60 anos.
Para encerrar com chave de ouro as comemorações alusivas aos 60 anos de vida sacerdotal de Monsenhor Pinto do lado de foram da Igreja Matriz foi cantado os parabéns ao sacerdote e foi feita a partilha do bolo de aniversário de bodas de diamante para todos os fieis e autoridades presentes.

NOTA DO BLOG: A nós que fazemos o blog Angicos News só resta chancelar tudo o que fora dito nos discursos que se sucederam na tarde/noite desta segunda feira (07) na Igreja Matriz de São José. Tivemos a oportunidade de acompanharmos todos os dias as comemorações alusivas aos 60 anos de vida sacerdotal de Monsenhor Pinto desde a sexta feira (04) onde recebeu as homenagens do povo da cidade de Pedro Avelino onde foi pastor, no sábado (05) onde foi homenageado pela população da cidade de Afonso Bezerra a qual também pastoreou e, por fim, no domingo (06) onde recebeu as homenagens da população da cidade de Fernando Pedrosa.


Durante todas essas homenagens pudemos perceber sinceridade, este é o principal adjetivo que podemos utilizar para nomear o que vimos durante todos esses dias, eram atitudes espontâneas de gratidão a um homem que de fato dedicou sua vida ao trabalho religioso e educacional em Angicos e região onde foi Padre. E a celebração desta segunda feira (07) coroou e fechou com chave de ouro as homenagens mais que merecidas ao nosso querido Monsenhor Pinto admirado, respeitado e, acima de tudo reconhecido por toda a população angicana.   
fonte do blog de angicos news