quinta-feira, 10 de março de 2016

FRAUDE - ALIADOS DE EDUARDO CUNHA USOU ASSINATURA FALSA PARA TENTAR SALVÁ-LO NA CÂMARA








Os aliados de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) usaram uma assinatura falsa para tentar ajudar o presidente da Câmara no processo contra ele na Comissão de Ética. A assinatura do deputado Vinícius Gurgel (PR-AP) usada antes da votação da semana passada não era legítima. Gurgel não estava em Brasília entre os dias 1º e 2 de março, quando ficou decidida a continuidade do processo de cassação contra Cunha. Favorável ao peemedebista, ele precisava entregar uma carta de renúncia à sua vaga de titular no Conselho de Ética para impedir que o seu suplente, um parlamentar do PT contrário a Cunha, votasse. Com o documento, o PR pôde indicar outro deputado. Mesmo assim, a votação no colegiado ficou em 11 a 10 contra o presidente da Câmara. Peritos apontam que a carta de Gurgel tinha uma falsificação "grosseira" e "primária" na assinatura. No dia da votação no Conselho de Ética, Cunha ainda estendeu a sessão plenária da Câmara para atrasar o processo e permitir que o documento...
Leia Mais