sexta-feira, 3 de junho de 2016

Angicos abre exposição fotográfica ‘Por uma engenharia mais humana’



A exposição é resultado das atividades da disciplina de sociologia sobre desenvolvimento Sustentável
Alertando para a importância da humanização nos cursos das ciências exatas, os estudantes dos Bacharelados em Ciência e Tecnologia e Sistema de Informação, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Campus Angicos, organizarão a exposição fotográfica Ponta do Tubarão: por uma engenharia mais humana. A exposição, que é resultado dos estudos realizados na disciplina de sociologia, ministrada pela professora Jacimara Villar Forbeloni, prosseguirá até o próximo dia 14, no Prédio Administrativo.
A atividade começou em março com o debate sobre desenvolvimento e foi concluída com a aula campo na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Ponta do Tubarão, situada em Diogo Lopes, distrito de Macau/RN. Todo semestre os estudantes são incentivados a desenvolver formas inovadoras de aprendizagem e avaliação.


Estudantes da Ufersa Angicos em Aula de campo
Na Reserva os estudantes fizeram as trilhas de mar e terra, conversaram com os moradores locais e puderam perceber como ela se torna representativa da má implementação de fontes de energia considerada sustentáveis. O problema dá início com a escolha da localização dos parques eólicos, baseada somente em critérios técnicos e financeiros em detrimento dos critérios socioambientais. “Isso afeta substancialmente áreas de grande poder turístico e de imensa importância ambiental para inúmeras espécies animal, vegetal e humana”, afirma a professora.
A professora Jacimara afirma ainda que o principal intuito é demonstrar que um engenheiro exerce um poder multiplicador na sociedade. Um profissional que deve dominar o conhecimento para fornecer soluções sustentáveis aos desafios sociais. “Os estudantes também se sentem valorizados quando podem expor seus trabalhos”, concluiu. A exposição contou com as fotos colhidas no dia das aulas campo, com legendas que demonstram o papel da engenharia para o desenvolvimento sustentável.


Estudantes conferem resultado do trabalho realizado em sala de aula e no campo que resultou numa exposição


Fonte: Assecom/Ufersa
fonte do blog de angicos news