segunda-feira, 23 de julho de 2018

FETARN reúne sua Comissão Estadual de Jovens para discutir os desafios e perspectivas da juventude rural para os próximos períodos






A Comissão Estadual de Jovens Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Rio Grande do Norte (FETARN), estiveram reunidos de 17 a 19 deste mês de julho, no município de Encanto, na região no Alto Oeste Potiguar para discutirem os desafios e perspectivas da juventude rural para os próximos períodos. Como pontos centrais estiveram a atual conjuntura política, o Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS), resgate histórico da organização de juventude no estado e conquistas, Sucessão Rural, Políticas Públicas e Sustentabilidade.



Manoel Cândido da Costa, presidente da FETARN fez o resgate da atual situação política chamando atenção do papel da juventude para o enfrentamento ao retrocesso em relação às conquistas da agricultura familiar e sobre tudo para a juventude. Já Gilberto Silva, assessor da regional nordeste da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG) apresentou os pontos centrais do PADRSS e quais os reflexos na ação do movimento sindical e na sociedade como um todo.


A programação teve continuidade com os encaminhamentos dos demais pontos da pauta. Segundo a Secretária Estadual de Juventude Rural da FETARN, Ana Paula Reinaldo a reunião foi muito proveitosa e participativa, contando com a participação da maioria dos membros da atual comissão e de representantes de todas as regiões do estado. “Para nós foi muito marcante porque fizemos um resgate histórico da atuação da juventude rural no estado e apontamos e começamos a nos prepara para os próximos passos, agora no inicio de agosto já irei com uma delegação do estado para o lançamento da reformulação do Programa Jovem Saber em Brasília, onde tiraremos metas e novos caminhos”, afirmou Ana Paula.

leia mais...
fonte do blog de jocelino dantas