quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

TODOS CONTRA O MOSQUITO: Secretaria de Saúde de Angicos realizou mais um mutirão, desta vez no Bairro Alto da Esperança.









A Secretaria Municipal de Saúde de Angicos preocupada em manter os Angicanos longe das doenças causadas pelo mosquito aedes aegypti, a dengue, a febre chikungunya e o zika vírus realizou na manhã/tarde de ontem quarta feira (17) mais um mutirão de combate ao mosquito e de conscientização da população sobre os cuidados básicos que devem ser tomados em suas residências a fim de evitar que estas se tornem criadouros do mosquito.




Desta vez o mutirão foi realizado em algumas ruas do Bairro Alto da Esperança. Seguindo uma sistemática que foi montada em planejamento o mutirão teve três frentes de ação.







Na primeira a equipe do setor de endemias composta principalmente pelos agentes de endemias visitou as residências fazendo o tratamento de todos os reservatórios de água como também eliminado possíveis criadouros do mosquito.




Na segunda equipe estavam os agentes comunitários de saúde, membros da equipe do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), alunos do curso técnico em enfermagem do Instituto de Ensino de Cultura (IEC) e a equipe do PSF do Bairro Alto da Esperança todos dando orientações educativas e fazendo panfletagens junto aos moradores.





Na terceira equipe estavam a Secretária Municipal de Saúde Jocilene Ovidio, a equipe da vigilância sanitária estes eram responsáveis por catalogar a presença, por exemplo, de pontos onde teria o risco de servir como criadouro do mosquito como amontoado de lixo ou detritos e procurando junto a secretaria de obras e urbanismo resolver o problema, vale salientar que na parte da tarde, esse locais com a presença de lixo e entulhos que foram detectados pela manhã já estavam sendo limpos.




A ação no Bairro Alto da Esperança prosseguirá a próxima semana, pois, pelo fato do referido bairro ser muito extenso não dá pra visita-lo em um único dia. O objetivo dos mutirões é de continuar evitando que o mosquito nasça, assim, a população angicana se manterá muito menos acessível a ser afetada pelas doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti.
fonte do blog de angicos news