sexta-feira, 27 de maio de 2016

Pólos das Regiões Sertão Central e Mato Grande, em defesa da democracia, do MDA e dos direitos sociais da classe dos trabalhadores e trabalhadoras rurais DEBATE EM REUNIÃO



Uma reunião envolvendo Sindicatos Trabalhadores Rurais e Trabalhadores Rurais dos Pólos das Regiões Sertão Central e Mato Grande, tiraram encaminhamentos públicos a favor da democracia, pelo retorno do Ministério do Desenvolvimento Agrário e em defesa dos direitos sociais da classe trabalhadora rural. Além dos dirigentes das regiões também esteve presente da atividade a presidente da Central Única dos Trabalhadores/RN, Professora Eliane Bandeira, representando a Articulação do semiárido potiguar José Rodrigues Sobrinho e Dr. Evaldo Borges representando o comitê de juristas Potiguares pela democracia, pelas Liberdades e Contra o Golpe.

vejam a nota na integra:

Os Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais dos Polos da região Central e Mato Grande reunidos em Pedra Preta/RN, no dia 25 de maio de 2016, abaixo assinados, vêm de forma Pública manisfestar a indiguinação pelo dado, travestido de procedimento de impeachment em curso no Senado, que afastou a presidente da Republica, Dilma Rousseff, agora bem revelado pela conversa de Jucá e Machado.

O governo Temer é ilegímo, e logo que assumiu mostrou seus compromissos com as politicas neoliberais, antipopular, e de interesses estranhos à nacionalidade, de imediato, extinguindo o Ministério do Desenvolvimento Agrário, arranjo instrucional que garante a agricultura familiar e a alimentação na mesa da família brasileira, uma conquista histórica das lutas dos trabalhadores e trabalhadoras rurais,

Os novos dirigentes da previdência Social, já disseram do proposito de desvincular o salário minimo dos beneficiários previdenciários, além de aumentar para 65 anos a idade da aposentadoria, sendo um afronta aos segurados especiais e a classe trabalhadora rural.

As medidas apontadas são de total desrespeito ao pais, como a privatização da Petrobras, do pre-sal, dos bacos públicos de natureza universal, como a bolsa família, a educação, saúde, com a privatização da mesma, em detrimento do SUS, extinção dos mais médicos, do minha casa e minha vida, luz para todos, dentre outros.

desta maneira, colocamos-nos contra este governo, em defesa das nossas conquistas sociais e econômicas, eo retorno do governo legitimado pelas urnas de Dilma Rousseff, pela democracia, que se apure a corrupção sem seletividade, atingindo a todos e dentro do devido processo legal.

Neste momento chamamos os homens e mulheres do campo a luta democrática, pacifica, ordeira e a todos os sindicatos, Federações, Centrais e movimentos sociais para irem as ruas. somando a este sentimento democrático e de nacionalidade.

essa foi nossa nota de repudio.

veja as fotos









AÇÕES SINDICAIS –O Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de João Câmara participou na manhã da Quarta-feira (25), na cidade de Pedra Preta, do encontro entre os demais Sindicatos Rurais fazem os polos das Regiões Sertão Central e Mato Grande. A pauta do dia estava destacada a real situação em que se encontram ás classes trabalhadoras entre elas os Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de todo de todo o Brasil, principalmente sobre as mudanças referentes á Reforma Previdenciária, que visa acabar com direitos dos trabalhadores mudando a aposentadoria rural retardando o repouso dos agricultores e agricultoras que atualmente a mulher se aposenta com 55 anos e homem com 60 anos e com a Reforma Previdenciária ambos se aposentaram com 65anos, o que acarreta em grandes prejuízos ao trabalhador inclusive econômicos ao país. 
Entre outros assuntos também foi discutido encaminhamentos, para serem enviados a Brasília repudiando arbitrarias decisões do governo interino de Michel Temer, além de articular novos encontros no sentido de provocar as classes trabalhadoras a parti para a luta, dizendo não ao evidente golpe que derrubou a Presidenta Dilma Rousseff. 

REUNIÃO EM PLENO DIA DO TRABALHADOR RURAL